sábado, 14 de fevereiro de 2009

Projeto Misericórdia nas Famílias

(Foto - Encontro de Formação para Zelados e Zeladores no dia 14 de Janeiro no Santuário da Divina Misericórdia)

Iniciou em 2001 de uma inspiração para fazer uma Capelinha de Jesus Misericordioso que visitaria as casas das famílias, os doentes, etc... Depois do adequado discernimento, e com a autorização do meu diretor espiritual na altura, iniciamos com este trabalho. O objetivo do Projeto Misericórdia nas Famílias é realizar o desejo que Jesus expressou no Diário 570: .

2-Em que consiste o Projeto Misericórdia nas Famílias
O Projeto Misericórdia nas Famílias é parte integrante da Comunidade Anunciadores da Misericórdia. Consiste em levar a Imagem Peregrina de Jesus Misericordioso às famílias e demais instituições, transformando os seus membros em autênticos cristãos.
Embora tenha a mesma aparência de tantos outros, este apostolado possui força de irradiação e de compenetração extraordinária porque, partiu de uma própria iniciativa de Deus, que quis ir ao encontro das aflições e angústias do seu povo tão necessitado da Misericórdia, ao mesmo tempo em que responde à sede de Deus e ao desejo da Igreja que no Documento de Aparecida fala da necessidade de se (DA 369); e ainda que a Igreja Católica deve ir até as pessoas, pois, elas estão sozinhas, procurando o coletivo, algo que dê sentido às suas vidas, e, querem sentir o calor da sua Igreja que deve buscar de volta os que nela foram batizados.
Uma das maneiras que a Comunidade Anunciadores da Misericórdia encontrou para ir até as pessoas, foi a Capelinha da Divina Misericórdia através da qual a Misericórdia de Deus entra na casa e na vida das famílias, aliviando o peso da solidão que sentem e dizendo às mesmas que as suas vidas só adquirem sentido em Jesus. É a Igreja que através da Comunidade vai em busca das ovelhas que se desgarraram, que vai em busca dos que nela foram batizados e se encontram afastados.


terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Orar pelos vivos e pelos mortos

A terceira forma de praticar e anunciar a Misericórdia é Rezar pelos vivos e pelos mortos. Acerca disso, Santa Faustina escreveu no Diárioi 163: "Se não puder com a ação nem com a palavra a misericórdia, sempre posso com a oração. A minha oração pode atingir até onde não posso estar fisicamente".

È forte esta palavra: Onde não posso estar fisicamente posso atingir com a oração. Santa Faustina sempre era solicitada pelo próprio Jesus a agir desta forma. Veja um exemplo: "

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

A segunda forma de praticar e anunciar a Misericórdia para com o irmão é a Palavra. Santa Faustina explica no Diário 163 como é que podemos praticar a Misericórdia no falar. Assim ela escreve: "Ajudai-me, Senhor, para que a minha língua seja misericordiosa, de modo que eu nunca fale mal dos meus irmãos; que eu tenha para cada um deles uma palavra de conforto e de perdão".

Então, pela Palavra você pode ser misericordioso evitando falar mal dos irmãos e procurando ter para com cada um deles uma palavra de conforto e de perdão. É aqui que entram as obras de Misericórdia: Dar bom conselho, perdoar os que nos ofenderam, ensinar os ignorantes, corrigir os errados e consolar os aflitos.

Peçamos ao Senhor que ele nos faça misericordiosos.

Pe. Antônio Aguiar

De olho na agenda

Dia 14 de fevereiro no Santuário da Divina Misericórdia (em construção) - Boassu (SG) - Encontro de Zeladores e Zelados ás 14 hs

Dia 15 de fevereiro - Santa Missa no Santuário da Divina Misericórdia (Boassu - SG) ás 14 hs

Segunda-feira: Santa Missa na Casa de Missão do Cubango ás 19:30 hs (Telefone: 26115368)

Terça-feira: Santa Missa na Casa da Misericórdia em São Gonçalo (26048744)
Saiba mais sobre nosso aniversário de 5 anos da Casa de missão em São Gonçalo.
Leia testemunhos, novidades e a opnião dos missionários.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Jesus Misericordioso disse a Santa Faustina: Eu te indico três maneiras de praticar a Misericórdia para com o próximo: a primeira é a ação, a segunda a palavra e a terceira a oração. (Diário 742)

Três maneiras de anunciar a Misericórdia. A primeira é a ação. Para quem é devoto da Divina Misericórdia é muito importante a prática da Misericórdia para com o próximo, isso é, procurar agir com amor para com ele e não apenas saber que o outro se encontra em necessidade e nada fazer por ele. Na Carta a Tiago 2,15-17 diz: "Se um irmão ou uma irmã não tiverem o que vestir e lhes faltar o necessário para a subsistência de cada dia, e alguém de vós lhes disser: "Ide em paz, aquecei-vos e saciai-vos" e não lhes der o necessário para a sua manutenção, que proveito haverá nisso?"

Estas palavras de Tiago querem nos mostrar exatamente que não podemos ficar indiferente diante da necessidade do próximo, vê-lo passando por algum tipo de necessidade e simplesmente pensar que cada um cuida de si e Deus cuida de todos. Isso seria um egoísmo muito grande. Precisamos estar atentos às necessidades dos mesmos e procurarmos com os meios que tivermos á nossa disposição procurar ajudá-los de alguma forma. Isso significa a ação que Jesus espera de cada um de nós: Dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, vestir os nús, visitar os doentes e os presos, enterrar os mortos e acolher os peregrinos.

Essa é uma eficaz maneira de